Viver em função de outra pessoa

Estava sozinha. Estava sem nada. Ele tinha levado tudo. Tinha levado os móveis, as fotografias, as lembranças, o meu coração e a minha alma. Me deixou uma cadeira. Era cruel e eu tinha a certeza disso. O que poderia ter acontecido para que ele tivesse tomado essa decisão?

Não poderia ter pelo menos se explicado? Falado que ia embora e que levaria tudo consigo? Mesmo eu sabendo que ele me roubaria tudo aquilo que sentia, me deixando destruída, eu pelo menos saberia ao entrar em casa que ele já cá não estava. Que esta já não era a nossa casa mas sim uma casa vazia de uma pessoa oca. Perdera tudo aquilo que tinha.

Puxei a cadeira e me sentei, após abrir a janela que me possibilitava olhar as montanhas e o pôr do sol. Acendi o cigarro e vi que afinal não estava completamente sozinha. Eu estava como sempre estive. Acompanhada de mim mesma e com o meu fiel cigarro.

Era cruel me matar deste jeito? Será que era? Será que era cruel matar por fora aquilo que por dentro já estava mais que morto? Preferia morrer e saber que a culpa tinha sido minha, do que morrer sabendo que alguém me assassinou.

E assim fiquei e os dias foram passando e mesmo sentindo a sua falta, sentia mais falta de mim, daquilo que eu era quando estava preenchida, quando dentro de mim ele vivia. E era estúpido. Eu tinha noção que era. Porque raios havia colocado algo tão frágil e tão importante na mão de alguém? Como poderia eu ter sido tão burra a ponto de me entregar daquela forma? Teria sido eu a culpada? Talvez era. Afinal, precisava mais dele do que de mim porque a minha vida se tornou ele e eu já só vivia por sua causa. Vendo bem, esse tinha sido o meu erro fatal: viver em função de outra pessoa.

Share Button

8 Comentários

  1. Quando se ama parece que vivemos mesmo em função de outra pessoa e quando ela vai embora… é isto que se vê no teu texto! Adorei! 🙂

    1. É mesmo! ☺️ Fico feliz por saber querida. 💜

  2. Apesar de tudo, temos que pensar em nós próprios também, e não apenas na pessoa que amamos, para que se um dia essa pessoa decidir partir, tal não aconteça. Este texto deveria ser lido por muitas pessoas, para abrir os olhos a quem vive em função de outro.
    Beijinhos

    1. Exatamente! Infelizmente muitas pessoas pensam de forma errada. Era ótimo que pudessem lê-lo. ❤️ Beijinhos

  3. Sou contra em viver em função de outra pessoa. Pois acontece exactamente tudo isso.

    1. Pois é! Tudo aquilo que pensamos que nunca irá acontecer, acontece.

  4. Helena Raquel says: Responder

    Entendo bem o que dizes. Quando tudo acabou fiquei sem chão, tive um acidente mas se não fosse todo esse passado hoje não estava bem e feliz.

    1. Há coisas que tinham de acontecer. É a lei da vida.

Deixe uma resposta